Sucos detox
SAÚDE EM FORMA DE SUCO

Atualmente muito se fala sobre sucos com diversas propriedades: tem os desintoxicantes, os energéticos, os calmantes, os digestivos, entre outros. A verdade é que eles podem ser realmente muito benéficos à saúde quando utilizados da maneira adequada! Verduras, frutas e legumes, estão lotados de nutrientes, como vitaminas, minerais e outros fitoquímicos com propriedades terapêuticas.

Como já dizia um grande médico conhecido de minha família: a saúde esta na horta e não na farmácia! SIM, os alimentos podem prevenir o surgimento de muitas doenças!!

Nas receitas dos sucos propostos à seguir, vamos utilizar vegetais comuns, que podem ser achados em qualquer feira livre, hortifrúti ou supermercado. Desta maneira, quero mostrar a você que nossa alimentação pode ter muita qualidade com itens simples e preços acessíveis, deixando de lado aquela idéia de que ser saudável custa caro!

Devemos prezar as comidas de verdade!! Muito mais nutritivas, saborosas e economicamente acessíveis que os produtos industrializados, ricos em sódio, gorduras ruins e aditivos químicos que prejudicam o bom funcionamento do nosso organismo!

 Suco digestivo

O recomendado é não ingerir líquidos durante as refeições, pois eles atrapalham a digestão por diluírem o suco gástrico do estômago. Mas, se você é daquelas pessoas que AINDA não consegue ficar sem o líquido, dê preferência ao suco natural com ingredientes que auxiliarão no processo digestivo. Com certeza será uma troca muito benéfica em lugar de refrigerantes ou sucos artificiais!

Ingredientes
• 
2 rodelas de abacaxi
• 10 folhinhas de hortelã
• 300 ml de água.

Preparo
Coloque tudo no liquidificador e bata bem. Este é um suco comum, porém veja como pode ser benéfico:

Abacaxi: possui uma enzima chamada bromelina. Esta enzima ajuda na digestão da proteína, por “quebrar” a molécula em pedacinhos menores, os aminoácidos! Facilitando muito este processo, já que o grupo das proteínas é o de mais difícil digestão dentre os grupos alimentares.

Hortelã: esta erva tem a capacidade de adequar os níveis de ácido clorídrico do estômago. Este ácido está presente no suco gástrico, responsável pela digestão de grande parte de sua refeição.

Suco relaxante

Quem não tem problemas profissionais, pessoais, familiares, sentimentais?

Como dizem os pensadores: a vida sem problemas seria um tédio! Porém, se estes problemas geram uma carga de estresse muito grande, isso pode afetar muito nosso emocional, e, consequentemente todo o equilíbrio do nosso organismo, incluindo as noites de sono tranquilas e reparadoras! Por isso, segue uma receita de um bom suco relaxante para ser ingerido cerca de uma hora antes de dormir!

Ingredientes
• 
2 folhas de alface grandes
• 2 maracujás médios e maduros
• 1 kiwi médio
• 1 colher de sobremesa de mel puro
• 200 ml de água

Preparo
Coloque a polpa dos maracujás com as sementes no liquidificador e acrescente a água. Bata bem e coe com a ajuda de uma peneira. Devolva o suco coado ao liquidificador e acrescente o restante dos ingredientes. Bata por alguns minutos, não precisa mais coar. Beba em seguida e tenha bons sonhos! Veja os benefícios de cada ingrediente para um sono tranquilo:
Alface: tem efeito calmante, graças a uma substância chamada lactucina.
Kiwi: esta fruta possui um componente chamado melatonina, que é um hormônio também produzido pelo nosso organismo e que regula o sono.
Maracujá: esta fruta tem propriedades calmantes, que agem no nosso sistema nervoso central por meio da ação dos flavonoides, alcaloides e saparinas.
Mel: além de suas propriedades antibióticas (que dão aquela forcinha durante a gripe!) também é fonte de triptofano, que é um aminoácido precursor de um hormônio chamado serotonina, que acalma e ajuda a relaxar.

 Suco destoxificante

Este merece um capítulo à parte, de tão famoso que ficou nos últimos tempos! Em primeiro lugar, vamos esclarecer o que é Destoxificação ou Detoxificação (as duas formas estão corretas!): é um processo complexo, que envolve vários órgãos, porém o principal responsável é o fígado.

Destoxificar significa neutralizar e eliminar substâncias nocivas ao nosso organismo, como ar poluído e aditivos químicos alimentares presentes em alimentos industrializados, por exemplo. Então, o primeiro passo é tentar diminuir estas toxinas do nosso dia a dia. Uma maneira é manter uma alimentação o mais natural possível. Como nunca estaremos completamente livres das toxinas, devemos investir em alguns alimentos fonte de compostos bioativos que atuam neste processo e protegem os órgãos de danos, principalmente o fígado. A receita a seguir é um exemplo de consumo. O ideal é ingerir pela manhã, ao acordar.

Ingredientes
1 folha de couve-manteiga (picada 10 minutos antes de ser utilizada)
1 cacho de uva-roxa
1 limão (sumo + raspas da casca)
300 ml de água mineral

Preparo
Bata muito bem todos os ingredientes no liquidificador e beba-o, de preferência, sem coar, para aproveitar os benefícios das fibras presente nestes alimentos. Veja abaixo a ação destoxificante de cada ingrediente:
Couve-manteiga: parte da família das Brássicas, possui um composto bioativo chamado glicosinolato. Quando a folha é processada (rasgada ou picada), a enzima mirosinase entra em ação para originar o isotiocianato (por isso ela deve ser picada com antecedência, pois a acidez pode inativar esta enzima). Nomes difíceis à parte, o que interessa é que este fitoquímico tem potente ação antioxidante e é essencial no processo de detoxificação pelo fígado!
Uva-roxa: possui dois compostos importantes neste processo: as antocianinas e o ácido elágico, que ajuda na detoxificação de metais tóxicos (que entramos em contato pela poluição, contaminação de alimentos…)
Limão: além da Vitamina C, a casca do limão possui Monoterpenos, ambas com função antioxidantes, protetoras do fígado!

 Suco energético para atividade física

Para aguentar a correria do dia a dia e ainda enfrentar aquela atividade física necessária para a manutenção da saúde, muitas vezes precisamos de uma dose extra de energia! Este é o benefício da receita a seguir:

Ingredientes
• 1 beterraba pequena sem casca
• Suco de 2 laranjas
• 1 maçã pequena com casca
• 1 colher de chá de gengibre ralado
• 100 ml de água

Preparo
Bata muito bem todos os ingredientes no liquidificador e beba-o, de preferência, sem coar, para aproveitar os benefícios das fibras presente nestes alimentos. Saiba qual é a função de cada ingrediente no seu suco energético:
Beterraba: Os últimos estudos da área de nutrição esportiva têm evidenciado a função do nitrato, presente na beterraba, na melhora do consumo de oxigênio durante o exercício, aumentando a resistência física.
Laranja: possui Vitamina C, que age como antioxidante. Durante o exercício físico o nosso organismo libera radicais livres, que em excesso são responsáveis pelo envelhecimento precoce das células. Por isso é importante consumir alimentos antioxidantes, que neutralizam estes radicais.
Maçã: rica em fibras, que além de melhorar o funcionamento do intestino mantém o nível de açúcar no sangue (glicemia) mais estável, liberando energia aos poucos, o que é importante durante o exercício físico.
Gengibre: seu composto bioativo, o Gingerol, é anti-inflamatório, importante na recuperação do exercício. Além disso, tem ação termogênica, intensificando a “queima calórica” durante o exercício.

Todos estes sucos podem auxiliar na manutenção de uma vida saudável! Isso quer dizer que são recomendados para pessoas sem nenhum comprometimento da saúde.

Atenção: se você apresenta diabetes, hipertensão arterial ou qualquer outra patologia, ou ainda pratica exercícios físicos intensos. O ideal é consultar um nutricionista, que fará um plano alimentar exclusivo, com todas as ressalvas necessárias ao consumo de cada alimento! Lembrando que cada organismo é único! Devemos entender o que nos faz bem, para dessa forma, aproveitar tudo de bom que a natureza nos oferece em forma de alimento!

Matéria generosamente oferecida por Marina Toledo. 

Marina Toledo é nutricionista e atende em consultório na cidade de São Paulo.
Dúvidas e sugestões entrem em contato:
nutri.marinatoledo@gmail.com

Referências:
PHILLIP, S. T. Tabela de Composição e Alimentos, 4ª ed., Manole, São Paulo, 2013
PASCHOAL, V.; NAVES, A.; DA FONSECA, A.B.B.L. Nutrição Clínica Funcional: dos princípios à prática clínica. 1ª ed., VP Editora, São Paulo, 2007.
PASCHOAL, V.; NAVES, A.; BRIMBERG, P.; et al. Suplementação Funcional Magistral: dos nutrientes aos compostos bioativos. 1ª ed., VP Editora, São Paulo, 2009.
MELO, E. A. et al. Capacidade antioxidante de frutas. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas; 44 (2): 193-198, 2008
BENNET, p. Working up the toxic patient: practical interventions and treatment strategies. Altern Ther Health Med; 13 (2):S100-106, 2007
DEKKER, E. VERKERK, R. JONGEN, W.M.F. Trends Foods Tech, 11:174-81, 2000
GONZÁLEZ-SARRÍAS A; AZORIN-ORTUNO M.; YANÉZ-GASCON M.J. ET AL, Dissimilar in vitro and in vivo effects of ellagic acid and its microbiota-derived metabolites, urolithins, on the cytocrome P450 1ª1. J. Agric Food Chem: 57(12):5623-32, 2009.
PEREIRA, M.A.V; TAVARES, M.R; SILVA, R.B.V.; Efeitos do suco de beterraba na performance de exercícios de endurance. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo, v. 8, n.47 p. 322-329, 2014